Vantagens para a saúde de andar de bicicleta
Entrar
Registo
Início
Bicicletas
Acessórios
Pacotes
Carrinho
Blog
Empresas
Sobre
Contactos
Blog
Test-Drive
Empresas
Sobre
Contactos

Vantagens para a saúde de andar de bicicleta

Que andar de bicicleta é saudável já todos nós sabíamos, tal como praticar qualquer outro tipo de desporto, mas será que já conhece todos os benefícios de pedalar regularmente? Se acha que andar de bicicleta é simplesmente para os fins-de-semana, então desengane-se. Recentemente chegou-se à conclusão que andar de bicicleta pode-nos tornar mais fortes fisicamente como mentalmente.

Quem anda de bicicleta diariamente, como meio de transporte, pode muito bem confirmar que se sente muito mais bem disposto, com mais actividade e muito mais motivado para trabalhar. Estes são uns dos efeitos de pedalar regularmente. Basta uns minutos por dia para que sintamos os benefícios de pedalar, um corpo forte com uma mente sã. O nosso raciocínio melhora, tal como a nossa memória.

Outros efeitos provados cientificamente pelo uso regular da bicicleta é no combate a doenças emocionais, tal como a depressão e ansiedade. O uso da bicicleta dá-nos força e aumenta o nosso ego, causando uma mudança positiva na forma como vemos o nosso corpo e o que somos capazes de fazer fazendo com que nos sintamos melhor conosco mesmos.

Pedalar e os nossos cérebros

Enquanto pedalamos também estamos a aumentar o número de células cerebrais que entram em actividade. Essa actividade promove a libertação de certas hormonas e proteínas que são importantes no crescimento cerebral. Por outras palavras: ao pedalar estamos a promover o crescimento do nosso cérebro. Mais que crescimento, também estimulamos a libertação de neurotransmissores, substâncias químicas, produzidas nas extremidades neuronais, que fazem a ligação entre neurónios.

Em relação à produção de hormonas, o exercício regular tem um papel muito importante na produção de certas hormonas que, para além de estimularem o crescimento cerebral, também nos ajuda a sentirmos felizes e um bem-estar geral. Uma dessas hormonas é a Dopamina. Esta hormona é muito conhecida por estar ligada à felicidade. Ela está ligada a momentos que nos fazem sentir bem por os ter concretizado, seja algo de importante ou algo que nos sabe bem de termos feito. Momentos como ganhar um campeonato ou um torneio, o clímax durante o acto sexual, conseguirmos completar um desafio difícil, receber uma mensagem ou receber uma resposta ou uma interacção numa das nossas redes sociais favoritas. Sentimo-nos bem e felizes, sendo que esta hormona está muito associada à prática de exercício físico. Desta forma, o andar de bicicleta é uma maneira de o nosso cérebro libertar Dopamina e assim sentirmo-nos mais felizes e mais bem dispostos.

Outros dois tipos de hormonas que são libertados ao fazermos desporto são a Endorfina e a Serotonina. Estas hormonas, tal como a dopamina, desempenham papéis importantes no sistema nervoso do nosso corpo. Elas fazem-nos sentir felizes e bem dispostos, tal como a Dopamina. No caso da Serotonina, ela faz parte do mesmo grupo das Monoaminas como a Dopamina, por isso desempenha funções semelhantes. Já a Endorfina faz parte do grupo dos Peptídeos, como os Opióides onde também se encaixa a Morfina.

Estas hormonas estão ligadas tanto ao bem estar geral como à felicidade de uma pessoa. Para além disso, previnem a depressão, a ansiedade, doenças cardiovasculares e ajudam no controlo do stress. Pedalar traz muitos benefícios para a saúde, mais do que se pode pensar e muitos dizem que se torna um vício positivo por estar ligado a tantas hormonas que nos fazem felizes. Estas vantagens trazem-nos uma vida muito mais estável e agradável, do que o caos que estamos habituados a viver todos os dias, no trânsito e nos transportes públicos.

Pedalar e os nossos corpos

A actividade física está associada a muitos benefícios para o nosso corpo e andar de bicicleta não é exceção. Está provado que o andar de bicicleta melhora muitas funções do nosso corpo e que fortalece os nossos músculos e ossos. O maior risco para quem não exercita é o aparecimento de diabetes tipo 2, o maior distúrbio metabólico mundial, sendo o caso mais preocupante o que ocorre em crianças.

O excesso de peso é outra das razões pelo qual devemo-nos manter activos todos os dias. A obesidade é um problema sério que afecta grande parte da população mundial, principalmente nos países mais ricos, e preocupa muitos dos governos dos países mais desenvolvidos do mundo. É aconselhado fazer um mínimo de 60 minutos de exercício diário para prevenir o excesso de peso. Sendo que estes 60 minutos podem ser aproveitados enquanto se desloca entre o local de trabalho e casa. Por essa razão muitos médicos aconselham pedalar entre casa e o trabalho, porque o tempo de deslocação é muito idêntico ao exercício diário recomendado.

Para além de estar a perder peso, estará também a fortalecer os seus músculos, sendo que o andar de bicicleta também fortalece os seus ossos e assim fortalece em completo o seu corpo. A osteoporose é um problema de ossos que aparece quando temos pouca densidade mineral. Esta condição aumenta o risco de fractura, de deformações, de dor intensa e de incapacidade física, riscos estes que podem ser prevenidos com a actividade física regular e diária.

Se pretende fortalecer a sua saúde, tanto cerebral como corporal, então aconselhamos a experimentar andar mais de bicicleta e a dar mais voltas do que simplesmente ao fim-de-semana como forma recreativa. Os países mais felizes da Europa e com taxas de obesidade mais baixas são aqueles que também usam mais a bicicleta no seu dia-a-dia, como por exemplo a Dinamarca e a Holanda. Nos últimos lugares encontra-se Portugal, tanto em nível de felicidade e de saúde, como também em nível do uso da bicicleta. Algo tem mudar e tem de começar em cada um de nós!