Bike Commuter Lifestyle
Entrar
Registo
Início
Bicicletas
Acessórios
Pacotes
Aluguer
Carrinho
Blog
Empresas
Sobre
Contactos
Blog
Test-Drive
Empresas
Sobre
Contactos

Bike Commuter Lifestyle

Cada vez mais pessoas em Portugal optam pelo transporte de bicicleta para as pequenas e médias distâncias na cidade. Não só é uma maneira mais económica e muitas mais rápida de transporte, como também tem os seus benefícios para a saúde. Mas sabia que as pessoas que optam cada vez mais pela bicicleta, em vez do carro, vivem mesmo um estilo de vida diferente? Este estilo de vida também é chamado de Bike Commuter Lifestyle e neste artigo vamos explicar em que consiste e como você também pode, devagarinho, obter este estilo de vida magnífico!

Bike Commuter Lifestyle - Porquê?

Quase de certeza que já deve ter reparado que existem alguns países na Europa onde as pessoas optam pela bicicleta para se deslocarem nas cidades, especialmente em países como a Dinamarca e a Holanda. Também em algumas cidades de Portugal, cada vez mais podemos encontrar pessoas que utilizam a bicicleta como meio de transporte principal entre a casa e o local de emprego. Estas pessoas são chamadas de Bike Commuters e decidem abdicar do carro para usar simplesmente a bicicleta.

O que é fascinante nestas pessoas? Muito! Um mundo de segredos e saberes, rotas e atalhos, acessórios e vestuário que podem facilitar a vida a qualquer um que queira deixar o carro na garagem. É um estilo de vida que pode ajudar qualquer um a conhecer melhor o seu corpo, a ser mais saudável e a perder peso. Não é por nada que as populações da Dinamarca e da Holanda são das mais felizes no mundo e possuem das taxas de obesidade mais baixas.

Imagens de Sam Polcer (http://www.preferredmode.com).

Este é um passo muito grande nas nossas vidas porque desde sempre estamos habituados a andar de carro, seja no carro dos nossos pais seja no nosso próprio. Nós, os portugueses, já estamos muito cómodos com os nossos automóveis e muitas pessoas não conseguem imaginar as suas vidas sem eles. Por isso mesmo, trocar o carro por uma simples bicicleta parece uma ideia descabida aos olhos de muitos, sendo esta uma mudança muito pouco natural para os portugueses… somos comodistas. Estamos tão habituados a estar dentro de uma cúpula protetora que a qualquer sinal de chuva fugimos. Estamos desconectados com a natureza e o que é que ela nos oferece.

Uma das grandes dádivas que o andar de bicicleta diariamente nos oferece é o poder sentir. Sentir o local por onde estamos a passar ao criar uma conexão com a vida desse local, os pássaros, as plantas, as pessoas, seja dentro de uma cidade, seja no campo ou numa aldeia. Ouvimos diversas conversas, cheiramos diversos odores, vemos inúmeras paisagens, acontecimentos, eventos e pessoas. Para mim, esse é o maior valor que podemos tirar deste estilo de vida!

Como me posso tornar um Bike Commuter?

O mais importante num Bike Commuter é obviamente a bicicleta. É importante escolher uma commuter bike que sirva para percorrer a cidade e que seja ideal para o nosso estilo de vida. Por esse motivo é importante pensar bem em que tipo de bicicleta deve comprar. Não convém comprar uma bicicleta só porque é gira, mas deve ter em conta o quão prática ela é. Se vive num apartamento sem garagem e com escadas e elevador muito pequenos, não vai ser muito fácil para si ter uma bicicleta eléctrica com uma roda de 28’’ (roda grande). Para além de serem muito pesadas, são muito grandes, o que torna o subir de escadas, com a bicicleta às costas, praticamente impossível. Para isso convém adquirir uma dobrável, por exemplo. Iremos falar mais em pormenor sobre este assunto num blog post futuro.

Imagens de Thousand Helmets (https://www.explorethousand.com).

Em segundo, convém vestir roupa adequada para a viagem. Isto não significa que tem de se vestir com roupa de ciclista, mas sim que é necessário encontrar uma roupa que lhe seja confortável para pedalar, sem que chegue todo suado e cansado ao trabalho ou a casa. Cada um tem de experimentar e sentir o que lhe dá mais jeito. Por exemplo, para certas pessoas, quando chove é mais conveniente levar nos alforges roupa seca e depois trocar quando chegam ao destino, para outras a solução está nos ponchos.

Muitas pessoas pensam que para andar de bicicleta é necessário vestir roupa feia, o que está completamente errado. A roupa que se veste tem de ser, principalmente confortável, mas ao mesmo tempo temos de nos sentir bem e vestir o que gostamos. Cada vez mais, em Lisboa, vê-se pessoas a pedalarem para o trabalho de fato ou de roupa clássica. Esses são os verdadeiros Bike Commuters e adeptos do Bike Life. Isto é algo que antes só se via na Holanda e na Dinamarca. Nada fica mais elegante que um senhor ou uma senhora a pedalar de fato ou de vestido. É algo que dá muita classe e fica muito elegante em qualquer pessoa.

Como terceiro ponto: os acessórios. Hoje em dia existem acessórios de bicicletas para tudo! Desde campainhas com desenhos e cores engraçadas, a alforges à prova de água e com um look clássico, com muito espaço para guardar os seus pertences, a capacetes lindos e confortáveis que não vai importar-se de usar. A indústria das bicicletas mudou completamente, é um mundo novo e cada vez mais, virado para que as pessoas se sintam bem a pedalar. Mostrando assim um pouco do seu estilo e personagem com acessórios deslumbrantes que podem ser considerados como um acessório de moda. Vale a pena conhecer alguns dos acessórios que existem. Uma bicicleta personalizada é uma bicicleta com identidade própria.

O que fazer depois?

Agora é pedalar! Pegue na sua bicicleta, deixe o carro em casa, ou noutro sítio da sua preferência, leve os seus acessórios, vista a sua roupa ideal e vá para a rua. Não faz mal se não fizer todos os dias. Tente primeiro fazer 1 dia por semana obrigatoriamente, depois vai ver que vai querer passar a 2 dias por semana num instante. Quando ganhar o gosto de andar de bicicleta diariamente vai começar a querer pedalar mais e mais dias, até que se torna um hábito.

Talvez vá encontrar algumas contrariedades no início e é normal. Não comece em dias de chuva nem em dias de muito frio ou de calor. Se ainda estiver só a experimentar este estilo de vida, opte por fazer em dias de sol com pouco calor ou nublados e sem previsão de chuva. Depois vai ter que procurar soluções para todas as adversidades que aparecem pelo caminho: chuva, vento, calor e frio. Estas soluções podem surgir de várias fontes (Internet, amigos, fóruns, etc...), mas você é que tem de experimentar qual é forma que se adapta melhor ao seu percurso e ao seu corpo.

Exemplo de paisagem que se pode contemplar enquanto se pedala pela cidade.

Outra dica que deixo é de procurar fazer o caminho sempre por ciclovia, se possível, pois andar em estrada pode ser um pouco assustador ao início. Para além disso, as ciclovias são construídas em terrenos com inclinações não tão acentuadas, o que tornam a viagem muito mais relaxante e não cansam tanto. Vai ser necessário fazer uma boa gestão da sua energia e do seu calor corporal de forma a que chegue ao seu destino o menos suado possível. À medida que vai conhecendo melhor este novo lifestyle, pode ir estudando e testando os truques e dicas que lhe são aconselhados.

De certeza que vai adorar largar o carro em casa e andar mais de bicicleta. Vai conhecer muito melhor a sua cidade, a natureza e o seu próprio corpo. Para além de poupar combustível, vai poupar o seu automóvel, vai trabalhar o seu corpo e vai ficar mais forte. É certo que não vai correr tudo a 100%, mas quando apanhar o jeito não vai conseguir largar a sua bicicleta!

Se tiver alguma dúvida pode nos enviar um mail para o info@thefietsenshop.com

Bons passeios!